Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Evangélicos afastados de Bolsonaro

Equipe BR Político

Posições radicais de Jair Bolsonaro têm afastado parte do eleitorado evangélico, avaliam lideranças de igrejas consultadas pela Folha. Apesar de defender bandeiras desse grupo, o candidato perde parte do apoio ao expor posições muito radicais, como a defesa do armamento da população.

“Ele perde muita gente por causa do radicalismo no parlamento, porque existe uma forte influência pacifista no meio evangélico”, explica o pastor Luiz Roberto Silvado, presidente da Convenção Batista Brasileira.

Tudo o que sabemos sobre:

Jair Bolsonaroevangélicos