Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Ex-assessor de Carlos é oficializado na presidência da Funarte

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ex-assessor Luciano Querido, que trabalhava para o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), foi nomeado pelo governo como presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte). A nomeação está publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 13, e foi assinada pelo ministro chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto.

O vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente da Republica, Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), no Palácio do Planalto.

O vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente da Republica, Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), no Palácio do Planalto. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Formado em Direito e técnico em TI (tecnologia da informação), Querido já estava comandando interinamente a entidade desde maio.

O histórico profissional da família do novo presidente da Funarte desperta atenção. Segundo levantamento do Globo, a esposa de Querido, Luciana Barbosa, foi lotada no gabinete de Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados. Os filhos dela e enteados de Querido, Allan e Isabella Alves Miranda Bastos, também foram empregados nos gabinetes de Jair e Carlos Bolsonaro, respectivamente.