Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Ex-diretor do Metrô de SP vira delator

Equipe BR Político

O ex-diretor do Metrô paulista Sergio Corrêa Brasil fechou acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal em São Paulo e confessou ter recebido propina das cinco maiores empreiteiras do País para fraudar licitações de obras do Estado, durante os governos do PSDB (Geraldo Alckmin, Claudio Lembo, José Serra e Alberto Goldman).

A recente denúncia da força-tarefa da Lava Jato em São Paulo, recebida pela Justiça Federal, aponta que “Brasil participou de 23 episódios de corrupção passiva enquanto exerceu essas funções, tendo exigido vantagens em troca de facilidades ofertadas às maiores construtoras do país nos episódios da ampliação das linhas 2 (verde) e 5 (lilás) do Metrô e na montagem da parceria público-privada que resultou no projeto da linha 6 (laranja)”. Os ex-governadores não são citados na ação, informa o Estadão.

Tudo o que sabemos sobre:

Sergio Corrêa Brasilmetrôdelação