Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Ex-presidente do Paraguai na mira da Lava Jato

Equipe BR Político

A nova fase da operação Lava Jato, derivada da Câmbio, Desligo, que apontou a existência de uma rede internacional de doleiros a partir do Brasil e culminou na prisão, meses depois, de Dario Messer, considerado o “doleiro dos doleiros”, está na rua nesta terça-feira, 19, e tem o ex-presidente do Paraguai Horacio Cartes como um dos alvos.

O ex-presidente do Paraguai é acusado de ajudar na fuga do doleiro Dario Messer Foto: Stringer/Reuters

Foi preso nesta terça o doleiro Najun Azario Flato, dentro da fase batizada de Patron. Os 37 mandados – 16 de prisão preventiva, 3 de prisão temporária e 18 de busca e apreensão – foram expedidos pela Justiça Federal do Rio e serão cumpridos na Grande São Paulo, em Ponta Porã, no Rio e em Búzios. Também estão sendo cumpridas ações na fronteira com o Paraguai.

Dario Messer teria ocultado R$ 20 milhões em operações nas Bahamas e no Paraguai. Os acusados que moram em outros países terão seus nomes incluídos na Difusão Vermelha da Interpol. Cartes é acusado de ter ajudado na fuga de Messer.

Tudo o que sabemos sobre:

ParaguaiLava Jato