Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Ex-secretário de Doria vira secretário do Audiovisual de Bolsonaro

Equipe BR Político

Ex-secretário municipal de Cultura da gestão do ex-prefeito João Doria (PSDB), André Sturm aceitou convite feito por Roberto Alvim, secretário especial da Cultura, durante almoço da Fiesp, para assumir a chefia da Secretaria do Audiovisual no lugar de Katiane Gouvêa, que foi exonerada do cargo na quarta-feira, 11. Informações foram confirmadas ao Estadão por um produtor presente ao evento.

Conforme informa o Caderno 2 do Estadão, no início de sua gestão, foram anunciados o desmembramento da Virada Cultural, o cancelamento de um edital de dança e o fim do Clube do Choro. Em maio de 2017, um grupo de manifestantes ocupou a sede da Secretaria Municipal de Cultura pedindo a saída de Sturm e o descongelamento de recursos para a pasta. No mesmo mês, uma gravação de áudio foi divulgada nas redes sociais, em que o então secretário chega a dizer que vai “quebrar a cara” do ativista Gustavo Soares, que chama Sturm de “desequilibrado”. A Justiça arquivou processo contra Sturm por suposta ameaça.

Outro áudio foi divulgado, relacionado ao Theatro Municipal. Sturm afirmou a representante do Instituto Odeon, responsável pela gestão do espaço, que só aceitaria a prestação de contas da entidade caso seus representantes aceitassem uma rescisão amigável de contrato, o que foi visto como uma “chantagem”. Por esse episódio, Sturm passou a ser investigado por improbidade administrativa pelo Ministério Público Estadual. Em janeiro deste ano, com Bruno Covas na prefeitura, ele foi substituído por Alê Youssef.