Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Covas empata com Russomanno na liderança e vence 2º turno, diz pesquisa

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O prefeito Bruno Covas (PSDB) venceria todos os candidatos que figuram no topo da lista de intenção de votos para o primeiro turno em um possível segundo turno em São Paulo, mostra pesquisa Exame/Ideia, divulgada nesta quarta-feira, 23. 

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas e João Doria durante convençõa do PSDB

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas e João Doria durante convenção do PSDB Foto: Divulgação/PSDB

Covas, que está empatado tecnicamente com Celso Russomanno (Republicanos) no primeiro turno, seria reeleito se disputasse o segundo turno com Russomanno, por 37% dos votos, contra 31%. Se enfrentasse Guilherme Boulos (PSOL), teria vantagem ainda maior, de 44% a 21%, e de Márcio França (PSB) ganharia por 37% a 30%. A margem de erro é de três pontos porcentuais para cima ou para baixo.

No primeiro turno, Covas lidera com 22% das intenções, de acordo com o levantamento, junto a Russomanno, que tem 21%. O terceiro lugar é compartilhado por Boulos e França, também empatados tecnicamente, com 11% e 10% das intenções, respectivamente. Andrea Matarazzo (PSD) ficou em quarto, com 4%, seguido de Jilmar Tatto (PT), com 3%.

A pesquisa sugere que Russomanno só seria eleito se fosse ao segundo turno com Boulos, entre os outros três candidatos no topo, de quem ganharia com 39% dos votos contra 26%. Se corresse contra França, o candidato que pleiteia o apoio do presidente Jair Bolsonaro perderia por 38% a 34%.

Entre os candidatos, Boulos é o que tem maior rejeição, com 35%, seguido por Russomanno, rejeitado, por 30% do eleitorado e Covas, por 27%.

O levantamento foi feito com 800 eleitores da capital paulista entre 19 e 22 de setembro e registrado no site do Tribunal Superior Eleitoral com a identificação SP-07391/2020.