Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Serum e Bharat Biotech prometem vacinas para ‘Índia e globalmente’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Um dia depois de o governo da Índia vetar a exportação de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca produzidas em seu território, o responsável por tal anúncio, CEO do Instituto Serum, maior fabricante de imunizantes do mundo, Adar Poonawalla, e o chefe do laboratório Bharat Biotech emitiram comunicado conjunto nesta terça-feira, 5, em que prometem apoio para a implantação das vacinas contra a covid-19 na Índia e no mundo.

O comunicado emitido pelo Instituto Serum e o Bharat Biotech. Foto: Reprodução/Twitter

No Brasil, clínicas particulares estão mobilizadas pela compra da vacina contra a covid-19 (Covaxin) fabricada pela farmacêutica indiana Bharat Biotech. O anúncio sobre o veto das exportações é resultado do temor de que com a venda de 1 bilhão de doses para países em desenvolvimento – 2 milhões de doses ficariam com a Fiocruz -, faltem vacinas para seus habitantes que são de grupos de risco. Tanto a Bharat quanto a Serum receberam autorização de uso de emergência (EUA) para suas vacinas contra a covid-19 do regulador de medicamentos da Índia.

O comunicado foi emitido logo após Poonawala afirmar no Twitter que uma declaração pública seria feita para esclarecer “qualquer falha de comunicação” entre as duas empresas.

A nota afirma: “Adar Poonawala e o Dr. Krishna Ella, conjuntamente em nome das duas empresas hoje, comunicaram sua intenção conjunta de desenvolver, fabricar e fornecer as vacinas COVID-19 para a Índia e globalmente”. O texto compartilhado na rede social ainda aponta que a tarefa mais importante diante de ambas as empresas é “salvar a vida e o sustento das populações da Índia e do mundo”.

“As vacinas são um bem de saúde pública global e têm o poder de salvar vidas e acelerar o retorno à normalidade econômica o mais rápido possível “, acrescentou.

O comunicado afirma ainda que o foco de ambas as empresas está na fabricação, fornecimento e distribuição, de forma que as populações que mais precisam recebam vacinas de alta qualidade, seguras e eficazes.