Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Fachin vê ‘democracia em alarme’ ante ‘déspotas populistas’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ministro Edson Fachin revelou preocupação com os atuais rumos da democracia mundial. Na visão do magistrado, “déspotas populistas aspirantes a autocratas imperiais” tendem a colocar regimes democráticos mundo afora em “estado de alarme”. “Mais frequentemente do que imaginável, candidatos, aqui e além, não têm se comprometido em respeitar o resultado da eleição”, afirma.

A opinião de Fachin está na apresentação do livro “Crise democrática e Justiça Eleitoral – Desafios, encargos institucionais e caminhos de ação”, de autoria do assessor do ministro no TSE, Frederico Franco Alvim.  No texto, ele não cita nominalmente nenhum político específico, como Jair Bolsonaro. Mas reclama de quem “por antecipação” coloca “suspeitas” sobre o resultado.

A recusa é bem explicitada pelos professores norte-americanos Steven Levitsky e Daniel Ziblatt: simplesmente não aceitam resultados eleitorais dignos de crédito. O que se faz é blasonar (alardear), por antecipação, a conclusão do processo eleitoral, e mesmo assim lançar, desde a campanha, ou mesmo antes, suspeitas ao resultado do exercício do sufrágio universal pelo voto direto e secreto”, afirmou o ministro.

Tudo o que sabemos sobre:

Edson Fachin