Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Fátima Bezerra promete lutar contra saída da Petrobrás do RN

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT-RN), reagiu nesta terça-feira, 25, à decisão da Petrobrás de vender todos os seus ativos, quatro dias após a visita do presidente Jair Bolsonaro ao Estado. A petista prometeu que vai resistir, “custe o que custar”, ao que classificou como “desmonte” da estatal.

Governadora Fátima Bezerra. Foto: Reprodução/Twitter

“O Rio Grande do Norte inteiro recebe com perplexidade e indignação a notícia de que o governo federal quer desmontar e retirar a Petrobrás do nosso território, sequer fomos comunicados da venda dos ativos da estatal, que é uma das mais importantes fontes da nossa economia”, diz a governadora em vídeo publicado no Twitter.

Bezerra disse ainda que já convocou a bancada federal, entidades empresariais representativas do setor de petróleo e os trabalhadores da Petrobrás para lutar, “de maneira responsável”, contra a medida. “Não vamos aceitar passivamente esse retrocesso, esse verdadeiro golpe contra o povo potiguar”, afirmou.

“Vamos resistir ao fechamento da Petrobrás custe o que custar, não podemos permitir o desmonte”, finalizou.

Ontem, a estatal, que tem um amplo programa de desinvestimentos em vários Estados, anunciou seus planos para o Rio Grande do Norte, iniciando a venda da totalidade de suas participações em um conjunto de 26 concessões de campos de produção terrestres e de águas rasa.

Mais cedo, a Petrobrás garantiu aos sindicatos trabalhistas que representam seus empregados que não vai demitir sem justa causa pelos próximos dois anos. A reivindicação sindical vem na esteira da venda de ativos.