Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Feliciano pede que base não se divida

Equipe BR Político

O deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), aliado de primeira hora do presidente Jair Bolsonaro, usou o Twitter nesta sexta-feira, 15, para comentar uma notícia sobre a indefinição da mudança da embaixada para Jerusalém. Em uma sequência de mensagens, ao pedir que os eleitores confiem em Bolsonaro e não se dividam, Feliciano comparou Bolsonaro com a ex-presidente Dilma Rousseff e disse que essa mesma cisão aconteceu no governo petista.

“O governo anterior tem sua ruína inicial com a perda da base social, pois a ex-presidente não cumpriu as suas promessas de campanha, portanto ficou refém do Congresso Nacional”. Na narrativa do pastor, a sequência é marcada pelo aumento das entrevistas dadas pelo então vice-presidente, Michel Temer (MDB), que passa a alfinetar Dilma. No paralelo traçado por Feliciano, “os jornalistas colocam ‘cascas de bananas’ para o que o general Mourão escorregue e alfinete o governo”, escreveu.