Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Fernández diz ser ‘imperativo’ que Brasil e Argentina se unam

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Nesta segunda-feira, 30, o presidente Jair Bolsonaro se reuniu pela primeira vez com o presidente argentino, Alberto Fernández, por teleconferência. A agenda ocorre após quase um ano da posse de Fernández, em dezembro de 2019. Participaram também o ministro do Itamaraty, Ernesto Araújo, e o secretário de Assuntos Estratégicos, o almirante Flávio Viana Rocha.

O presidente Jair Bolsonaro em reunião nesta segunda com presidente da Argentina, Alberto Fernandez

O presidente Jair Bolsonaro em reunião nesta segunda com presidente da Argentina, Alberto Fernández Foto: Casa Rosada

Segundo nota divulgada pela Casa Rosada, o presidente argentino abordou a questão ambiental. Fernández disse ser um tema que “preocupa muito” fez um apelo pela cooperação do Brasil. “Devemos fazer um acordo de preservação”, sugeriu. 

No encontro, Fernández celebrou o encontro “para dar ao Mercosul o impulso que o é imperativo.” “É imperativo que Brasil e Argentina se unam”, disse, segundo o comunicado. Bolsonaro também salientou que o acordo “é o principal pilar de integração” entre os países e expressou vontade de avançar em áreas de interesse comum, “em especial no âmbito do turismo”.

O presidente brasileiro falou na integração das Forças Armadas dos dois países. “Fortaleceremos nossa integração nas indústrias de defesa e avançaremos na luta contra o narcotráfico e o crime transnacional”, disse.

O encontro foi divulgado pelo governo da Argentina, mas não entrou na agenda pública de Bolsonaro. Depois da reunião, os presidentes participaram de uma cerimônia do Dia da Amizade Argentino-Brasileira. O ex-presidente José Sarney também participou da celebração.