Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Fernández vence no primeiro turno

Equipe BR Político

Alberto Fernández venceu no primeiro turno as eleições presidenciais na Argentina. Tendo a ex-presidente Cristina Kirchner como vice em sua chapa, Fernández traz de volta a esquerda ao poder no país depois de apenas um mandato de alternância com o liberal Maurício Macri, que fracassou na implementação de uma agenda de reformas para recuperar a economia depauperada da Argentina.

A vitória do peronismo deve ter consequências para as relações diplomáticas e comerciais no continente. Desde que a possibilidade de volta da esquerda ao poder se desenhou com mais clareza, Jair Bolsonaro tem feito críticas ao futuro presidente e já ameaçou até tirar o Brasil do Mercosul, justamente no momento em que o bloco fechou um acordo histórico com a União Europeia, que ainda precisa ser referendado por países dos dois blocos para passar a vigorar.

Com cerca de 90% das urnas apuradas, Fernández vencia com 47,8% dos votos, o que era suficiente para lhe assegurar a vitória antecipada. Macri reconheceu a derrota e cumprimentou o adversário, que prometeu uma transição tranquila.

Bolsonaro disse que não pretende cumprimentar Fernández pela vitória. “Não pretendo parabenizá-lo. Agora não vamos nos indispor. Vamos esperar o tempo para ver qual a posição real dele na política. Porque ele vai assumir, vai tomar pé do que está acontecendo, e vamos ver qual linha que ele vai adotar”, afirmou o brasileiro nesta segunda-feira, nos Emirados Árabes.