Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

FHC: ‘Povo verá arrogância na demissão e não competência’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso fez dura crítica à demissão de Luiz Henrique Mandetta do Ministério da Saúde pelo presidente Jair Bolsonaro. “Demissão do ministro da Saúde em má hora. Ele estava na linha de frente da batalha pela vida. A economia conta, mas manter ou não a quarentena é decisão médica. O povo verá arrogância na demissão e não competência. O custo político se medirá pelo de mortes. Tomara não aumentem”, escreveu FHC nas redes sociais.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso Foto: Leo Martins/Estadão

No anúncio da substituição do chefe da pasta da Saúde nesta quinta-feira, 16, Bolsonaro atribuiu a demissão a divergências com Mandetta sobre a preservação de empregos em meio à pandemia de coronavírus e disse que a decisão foi “um divórcio consensual”. Em seu discurso, o presidente disse que sempre defendeu “igualmente” as vidas e empregos. O novo ministro da Saúde, Nelson Teich disse ter “alinhamento completo” com Bolsonaro e afirmou que os problemas de saúde e econômicos gerados pela pandemia devem ser tratados com a mesma medida.