Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Ficou para o dia 10 de abril

Equipe BR Político

Após a confusão armada pela liminar do ministro Marco Aurélio e com a água na fervura de Dias Toffoli cassando a decisão do colega, tudo voltou a mesma estaca de onde estava: a discussão sobre a prisão em segunda instância continua marcada para o dia 10 de abril no Supremo.

Resta só ver como vai ficar a temperatura até lá, após as decisões dos dois ministros nesta quarta, com a defesa de Lula pressionando e com Jair Bolsonaro já empossado no Palácio do Planalto.