Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Figurino liberal em Davos

Equipe BR Político

Aguardado com expectativa no Fórum Econômico Mundial, Jair Bolsonaro deve usar sua primeira vitrine internacional depois de empossado para se comprometer com a aprovação rápida da reforma da Previdência. No discurso na abertura da sessão, o receituário liberal que vai defender incluirá ainda a abertura da economia, a autonomia do Banco Central e um programa consistente de ajuste das contas públicas, informa o Estadão. Paulo Guedes, que acompanha Bolsonaro em Davos, ajudará a escrever a parte econômica do discurso presidencial e, na própria exposição, se encarregará de detalhar a aguardada proposta de reforma da Previdência.