Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Filipe Sabará entra na equipe de Russomanno

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ex-candidato à Prefeitura de São Paulo expulso do Partido Novo Filipe Sabará decidiu embarcar na última semana antes do primeiro turno na campanha de Celso Russomanno (Republicanos) na Capital paulista. O político foi anunciado pela campanha como integrante da equipe de programa de governo de Russomanno nesta quarta-feira, 11.

O ex-candidato expulso do Partido Novo Filipe Sabará

O ex-candidato expulso do Partido Novo Filipe Sabará Foto: Tiago Queiroz/Estadão

A estratégia vem quando o candidato do Republicanos apela à radicalização para atrair o eleitor bolsonarista depois de sofrer queda vertiginosa nas pesquisas. Sabará era candidato à Prefeitura até outubro, quando foi vetado e expulso do Novo por inconsistências em seu currículo e declaração de bens. A candidatura do empresário foi indeferida pela Justiça Eleitoral depois que sua vice, Marina Helena, renunciou. A saída de Sabará do partido expôs uma briga interna do Novo entre a ala bolsonarista, de que fazia parte, e o restante dos integrantes.

Além de veicular peças com a presença do presidente Jair Bolsonaro no horário eleitoral, a campanha de Russomanno tem privilegiado discursos apelativos à militância bolsonarista nesta última semana de campanha. O candidato tem se aproximado de influenciadores que tomam a linha de frente na defesa do presidente nas redes sociais. Nesta quarta, Russomanno participou de live no canal do youtuber Bernardo Kruster, investigado no inquérito das fake news.

Empatado tecnicamente em segundo lugar na pesquisa do Ibope divulgada na segunda com Guilherme Boulos (PSOL), que teve 13%, e Márcio França (PSB), com 10%, Russomanno registrou quedas sucessivas na opinião pública e viu suas intenções de votos serem reduzidas a 12%, metade do que registrava no início da campanha, quando tinha 26%. Frente a isso, o candidato decidiu investir contra os institutos de pesquisa. Uma ação de sua campanha conseguiu impedir pesquisa do Datafolha marcada para esta quarta de ser publicada.