Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Fim gradual da quarentena em SP só depois de 10 de maio

Vera Magalhães

Exclusivo para assinantes

O plano gradual de reabertura da economia de São Paulo que deverá ser anunciado nesta semana pelo governo do Estado começará a ser implementado só a partir de 10 de maio. Até lá, esclarece o governador João Doria Jr., não muda nada em relação ao que pode ou não funcionar no Estado.

Quando a quarentena foi prorrogada, na semana passada, o comitê de gestão da crise da covid-19 passou a se debruçar sobre um plano para estabelecer quais setores e quais regiões do Estado de São Paulo poderão voltar a funcionar gradativamente antes.

Isso vai depender da utilização de leitos hospitalares, sobretudo de UTI, sua comparação com a demanda da região e o grau de urgência e segurança para reabrir cada setor. “Tudo será feito gradualmente e sempre respeitando a ciência”, ponderou Doria, diante de certo frissom causado por manchetes que dão conta da reabertura gradual da economia paulista.

Aliados do governador admitem que, caso o número de casos cresça muito nas próximas semanas, mesmo essa abertura gradual pode ser postergada.