Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Flávio não assina, mas apoia segunda instância

Gustavo Zucchi

O filho do presidente Jair Bolsonaro, Flávio Bolsonaro (Sem partido-RJ), não assinou a lista de senadores que apoiam o projeto de lei que altera o Código de Processo Penal para permitir a prisão após condenação em segunda instância. Mas fez questão de não ficar em cima do muro na queda de braço entre o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e a presidente da CCJ, Simone Tebet (MDB-MS). Em viagem para Dubai, o “01” enviou um vídeo no qual se coloca de forma favorável ao texto que muda o CPP.

“Qualquer proposta de emenda a Constituição, projeto de lei, no sentido de não deixar mais dúvidas quanto a possibilidade de prisão em segunda instância terá o meu apoio incondicional e meu voto favorável”, diz Flávio no vídeo. O senador tem sido alvo de críticas. Opositores de Jair Bolsonaro, incluindo ex-aliados do PSL, têm argumentado que as movimentações do Supremo que barram investigações são parte de um acordo para proteger Flávio, investigado por suspeita de participação em um esquema de “rachadinha” na Assembleia Legislativa do Rio comandado por seu ex-assessor, Fabrício Queiroz.

Tudo o que sabemos sobre:

segunda instânciaFlávio Bolsonaro