Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Flávio quer separar ‘o joio do trigo’ no MP

Equipe BR Político

O senador Flávio Bolsonaro utilizou a famosa citação bíblica de “separar o joio do trigo” para tentar explicar a representação do PSL (assinada por ele e por mais uma leva de parlamentares do partido) contra Ministério Público fluminense. Segundo o filho do presidente Jair Bolsonaro, o que motivou a representação foram “as mais absurdas ilegalidades e arbitrariedades” que, na visão do PSL, teriam sido cometidas pelo procurador-geral de Justiça do Estado do Rio, Eduardo Gussem, e o promotor Cláucio Cardoso da Conceição.

“Estou só separando o joio do trigo. Pessoas do Ministério Público não podem manchar o nome numa situação tão importante como essa, cometendo as mais absurdas ilegalidades e arbitrariedades, só isso”, declarou Flávio Bolsonaro à imprensa, segundo o Estadão. O partido acusa Gussem e Conceição de praticar “sistemática e recorrente antecipação e divulgação pública de informações sigilosas sob seu domínio”, além de instituir “processo penal ‘paralelo’ operado na mídia com o claro objetivo de comprometer a reputação de pessoa presumida inocente”, se referindo ao parlamentar.

Tudo o que sabemos sobre:

Flávio BolsonaroPSLMP-RJ