Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Forças Armadas ‘não apoiarão nenhum golpe’, diz general

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro brada que as Forças Armadas estão ao seu lado, militares se movimentam para desassociar a imagem do Exército com qualquer possibilidade golpista.

O presidente Jair Bolsonaro em manifestação no domingo

O presidente Jair Bolsonaro em manifestação no domingo Foto: Evaristo Sa/AFP

Um dia depois de Bolsonaro aparecer com as bandeiras de Israel e dos EUA ao lado da do Brasil em manifestação em sua defesa, o general Paulo Chagas, usou o Twitter, na manhã desta segunda-feira, 4, para tentar afastar o viés golpista da afirmação do presidente. “Estar ao lado do povo é estar ao lado da lei e da ordem. Não sou porta-voz das FFAA, mas asseguro que elas estarão sempre ao lado da lei e da ordem e não apoiarão nenhum golpe, tenha ele a origem que tiver”, escreveu.

Publicação do general Paulo Chagas

Publicação do general Paulo Chagas

Para o general Maynard Santa Rosa, que até novembro era o responsável pela Secretaria de Assuntos Estratégicos do governo federal, as Forças Armadas “são conscientes de sua missão constitucional”. “O momento merece equilíbrio e reflexão, não precipitação”, avaliou ao UOL.

Enquanto isso, também pelas redes sociais, generais do Exército têm centrado o conteúdo das postagens na atuação do Exército no combate ao novo coronavírus. Pelo Twitter, o general Paulo Sérgio, Comandante Militar do Norte, publica diariamente sobre as ações dos militares contra o principal desafio do País no momento.

“No contexto da Op COVID-19, entre 27 e 30 ABR, a 15a Cia de Polícia do Exército, Belém-PA, estabeleceu a segurança das atividades de descontaminação de locais públicos, de conscientização da população e da distribuição de cestas básicas, na Ilha de Marajó”, escreveu na postagem mais recente.

Tudo o que sabemos sobre:

generaisexércitogolpeJair Bolsonaro