Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Fórum de centrais sindicais defende prorrogação do auxílio de R$ 600

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Em reunião realizada nesta quarta, 6, o Fórum das Centrais Sindicais formulou cinco eixos estratégicos para atuação, negociação e mobilização, entre eles o fim do teto de gastos e a prorrogação do auxílio emergencial de R$ 600 durante a pandemia do novo coronavírus.

Os outros pontos são a distribuição de vacina contra a covid-19, geração de emprego, campanhas de solidariedade durante a pandemia aos menos assistidos e fortalecimento do sindicalismo e da negociação coletiva.

De acordo com o coletivo, que reúne CUT, Força Sindical, UGT, CTB, NCST e CSB, os cinco eixos serão entregues aos candidatos à presidência da Câmara e Senado. “Conclamamos todo o movimento sindical brasileiro para a unidade de ação em torno dessa agenda, para o fortalecimento da luta dos trabalhadores desde os sindicatos e para um movimento de inovação que recoloque a centralidade do mundo do trabalho na formulação de um novo projeto nacional de desenvolvimento”, subscrevem as centrais o documento.

Tudo o que sabemos sobre:

centrais sindicaisauxílio emergencial