Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Francischini: ‘Não serei massa de manobra de ninguém’

Marcelo de Moraes

No meio do tiroteio entre oposição, Centrão e governo na Comissão de Constituição e Justiça para saber se o relatório da reforma da Previdência será votado hoje ou não, o presidente da CCJ, Felipe Francischini (PSL-PR), acabou perdendo a paciência com a pressão dos deputados.

“Não serei massa de manobra de ninguém. Nem do governo, nem da oposição, nem do Centrão, nem de ninguém. Não aceitarei pressão de quem quer que seja”, afirmou, lembrando que já respondeu mais de 55 questões de ordem na sessão. /M.M.