Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Freire e a barbaridade de Bolsonaro

Marcelo de Moraes

Jair Bolsonaro comparou ordens de execução com dar um tapa no bumbum de um filho. Obviamente, reações como a do presidente do PPS, Roberto Freire, não pouparam o presidenciável.

“Só um estulto trata a vida humana com tal escárnio. Igualar a execução de um ser humano a “um tapa no bumbum do filho “ retrata a diminuta dimensão como ser humano de quem a profere. Uma barbaridade”, afirmou Freire. /M.M.

Tudo o que sabemos sobre:

Jair BolsonaroRoberto Freire