por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Frota ‘atingiu o limite’, dizem deputados do PSL

Gustavo Zucchi

Colegas de PSL do deputado Alexandre Frota (SP), expulso da sigla na manhã desta terça-feira, 13, defenderam a posição do partido. Os ataques de Frota ao presidente Jair Bolsonaro e a decisões partidárias teriam feito o deputado “ultrapassar os limites” dizem seus colegas parlamentares. “A própria base dele já o havia colocado no ostracismo”, disse ao BR18 o deputado Luiz Philippe de Orléans e Bragança (PSL-SP), que subscreveu o pedido de expulsão de Frota.

A deputada Bia Kicis (PSL-DF) também concorda a decisão da sigla. “Temos que zelar pela harmonia do partido. Quando é uma força que joga contra não se trata mais de uma perda”, disse Kicis após audiência na CCJ que discutiu a possibilidade de candidaturas avulsas. “Que ele seja o primeiro parlamentar independente, como discutimos hoje na CCJ”, brincou Orléans e Bragança. Na noite da última segunda-feira, Frota foi elogiado publicamente pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, por sua atuação na reforma da Previdência. / G.Z.

Notícias relacionadas

Tudo o que sabemos sobre:

Alexandre FrotaPSL