Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Fundos públicos para eleição na casa de R$ 6,7 bi

Equipe BR Político

Em 2018, os fundos públicos (Fundo Partidário e Fundo Especial de Campanha Eleitoral) passaram a ser os maiores financiadores da campanha eleitoral no País, posto até então ocupado pelos doadores empresariais. A distribuição deles depende do tamanho da bancada no Congresso e número de votos obtidos pelos partidos na eleição anterior. O economista Bruno Carazza fez uma previsão, publicada no Valor, do que as legendas devem receber dessas duas fontes para uso na eleição de 2022: R$ 6,7 bilhões. O PSL, diz, vai receber a maior fatia em função de seu bom desempenho no pleito passado: R$ 740 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:

FEFCeleiçãoFundo Eleitoral