Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Furto de combustível gera prejuízo de R$ 150 mi na Petrobrás

Equipe BR Político

Só em furto de combustíveis, a Petrobrás perde R$ 150 milhões por ano. Preocupada com a escalada do número de furtos de combustível, que mais do que triplicou em três anos, a estatal lança na sexta-feira, 7, um programa de inteligência e segurança, o Pró-Dutos. Na maior parte das vezes, o foco dos bandidos é o petróleo no estado bruto (40%). Além de perdas financeiras, a empresa quer evitar também que se repita no País o cenário de violência vivido no México, onde o furto em dutos motiva assassinatos e impõe custos anuais de cerca de US$ 1,5 bilhão à petroleira Pemex.

No Brasil, entre tentativas e episódios efetivos de furto, foram registrados 72 casos em 2016. No ano passado, o total subiu para 261, a maior parte em São Paulo (151) e no Rio de Janeiro (69). A avaliação da estatal, segundo fontes, é que organizações criminosas descobriram que a venda irregular de combustíveis é um bom negócio, principalmente em períodos em que os preços dos combustíveis estão mais altos e a economia em recessão. Procurada pelo Estadão, a Petrobrás confirma o lançamento do programa.

Tudo o que sabemos sobre:

furto de combustíveisPetrobrasPró-Dutos