Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Disputa de ministérios na junção de CNPq e Capes

Equipe BR Político

Proposta estudada pelo governo, os ministérios da Educação e Ciência e Tecnologia discordam quanto à fusão do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Marcos Pontes, ministro da Ciência e Tecnologia, afirmou que sua pasta é contrária à ideia nesta sexta-feira, 11. Já o MEC trabalha pela mudança, segundo informações do Estadão.

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes

Marcos Pontes. Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Em tuíte, Pontes afirmou que a ideia “seria prejudicial ao desenvolvimento científico do País”. O Ministério da Educação, por sua vez, propõe criar a Fundação Brasileira para a Ciência com a fusão das duas agências. No formato, a Capes, ligada à pasta, seria encarregada da coordenação do órgão unificado, o que faria a Ciência perder atribuições. O principal argumento para a junção é a economia de recursos.

 

A discussão, que ganhou corpo em setembro, está em análise na Casa Civil. Segundo integrantes do CNPq também ouvidos pelo Estadão, a mudança não poderia ser feita por decreto presidencial – assim, a proposta precisaria de apoio do Congresso.