Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Fux seguiu ‘critério técnico’

Equipe BR Político

O ministro Luiz Fux, STF, que mandou prender e extraditar o ex-ativista italiano Cesare Battisti, condenado na Itália por quatro assassinatos nos anos 1970, afirmou que a decisão seguiu “critério técnico”. De acordo com Fux, a transferência de Battisti para a Itália pode ser realizada porque “um presidente não fica impedido de extraditar um estrangeiro pelo fato de um presidente anterior não ter o mesmo ponto de vista”.

“Para que ocorra a extradição, é necessária a prisão do extraditando, para que depois ele seja entregue ao Estado italiano por ordem do presidente da República. Fiz minha parte como Judiciário”, considerou Fux nesta sexta-feira, 14, após receber o Colar do Mérito do Ministério Público do Rio de Janeiro, segundo o Broadcast Político.