Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Gás na tramitação do pacote anticrime

Equipe BR Político

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tem se mostrado disposto a antecipar na Câmara a análise do pacote anticrime do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e do ministro Alexandre de Moraes, do STF. A possibilidade foi discutida na quarta-feira, 24, quando estiveram na residência oficial de Maia, o ministro da Justiça e os membros do grupo de trabalho que analisa o texto dele na Casa, Lafayette de Andrada (PRB-MG) e Margarete Coelho (PP-PI). A possibilidade aventada foi de apresentar o relatório no fim de maio, um mês antes do previsto.

Para agilizar ainda mais o processo, está sob negociação a possibilidade de levar o texto anticrime diretamente ao plenário, sem passar sequer pela CCJ da Casa. Margarete, contudo, está cautelosa. “É uma matéria que tem forte respaldo popular, mas resistência em setores da sociedade civil. Por isso, a importância das audiências”, disse à Coluna do Estadão.