Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Gilmar: ‘Nem a ditadura fechou as portas do Supremo’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Assim como Rodrigo Maia se colocou contra o fechamento do Câmara, lembrando que o Congresso só foi fechado no período militar, o ministro Gilmar Mendes, do STF, postou declaração no Twitter de mesmo conteúdo na noite de terça, 17. “Sejamos fortes! Nem a Ditadura fechou as portas do Supremo”, afirmou ele, elogiando a decisão do presidente da Corte de “ampliar o uso do Plenário Virtual”.

O ministro diz ainda que “o judiciário deve trabalhar para impedir que a crise da saúde se torne uma crise da justiça”. Ontem, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, publicou uma portaria que prevê internação compulsória e prisão para aqueles que desobedecerem recomendações médicas de agentes de saúde. A medida foi reforçada pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, que declarou que quem descumprir a orientação de isolamento ou quarentena terá de responder perante a Justiça.

 

Tudo o que sabemos sobre:

gilmar mendescoronavírusDitadura