Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Governador de SC diz que momento de impeachment é ‘inadequado’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), afirmou nesta quinta-feira, 30, lamentar a abertura do processo de impeachment contra ele na Assembleia Legislativa do Estado (Alesc), oficializada hoje na Casa, e afirmou que o processo não tem “fundamento jurídico”. A leitura da representação ocorreu durante sessão em plenário pelo primeiro secretário do legislativo estadual, deputado Laércio Schuster (PSB).

“Eu respeito a Alesc e todos os deputados. Lamento a decisão do presidente Júlio Garcia de recepcionar esse processo em um momento tão inadequado, em meio à pandemia, e sem um fundamento jurídico”, escreveu o governador nas redes sociais.

Moisés e sua vice, Daniela Reinehr (sem partido), são acusados de cometer crime de responsabilidade em um ato de 2019 que deu aumento aos procuradores do Estado, visando a equiparar os salários com os dos procuradores jurídicos da Alesc, sem consulta ao legislativo estadual. O processo alega que o ajuste foi feito de maneira “sigilosa” e deveria ter sido feito por meio de aprovação de projeto de lei na Assembleia.