Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Governadores condicionaram o apoio à reforma a recursos

Equipe BR Político

Governadores e vice-governadores de 25 Estados se reuniram na manhã desta quarta-feira, 8, com o presidente Jair Bolsonaro e com os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em Brasília, para apresentar uma carta de cobrança em que reivindicam seis pontos: a apresentação do chamado Plano Mansueto, para restabelecer o equilíbrio fiscal dos Estados; aprovação da lei Kandir; a manutenção do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica); regularização da securitização da dívida dos Estados; a distribuição da cessão onerosa do pré-sal; e o avanço da PEC que trata da redistribuição do fundo de participação dos Estados, informou o Broadcast Político. Como já era imaginado, os governadores condicionaram o apoio à reforma à redistribuição de recursos para os estados.

De acordo com Alcolumbre, os governadores disseram a Bolsonaro que têm desejo de apoiar a reforma da Previdência, mas pediram que os Estados sejam contemplados com um maior repasse de recursos para conseguirem estancar a grave crise fiscal que a maioria deles enfrenta. “A reforma da Previdência é fundamental para que a União possa redistribuir recursos porque antes disso ela precisa melhorar a sua arrecadação”, disse. “Queremos também inverter a pirâmide para que os estados e municípios arrecadem mais que do que a União”, disse.