Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Governadores do Nordeste dizem que seguirão ‘evidências científicas’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O consórcio de governadores do Nordeste publicou uma nota de repúdio ao pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro feito na noite de terça, 24, com críticas ao que chama de “desencontros” das diretrizes de combate à pandemia do coronavírus entre a Presidência e o Ministério da Saúde. “Percebemos, com espanto, os graves desencontros entre o pronunciamento do presidente e as diretrizes cotidianas do Ministério da Saúde. Esta fala atrapalha não só o ministro, mas todos nós”, afirma. O coletivo reconhece a gravidade do contexto econômico, mas diz que “o que nos cabe lidar diretamente é a grave crise sanitária”. Por último, declara que os governadores vão seguir orientações baseadas em “evidências científicas”. “Vamos seguir tocando nossas vidas com decisões baseadas em evidencias cientificas, seguindo exemplos bem sucedidos ao redor do mundo. A grande maioria dos países do mundo, ocidentais e orientais, já firmaram seu curso no combate ao vírus e é este curso que o Nordeste brasileiro seguirá”, concluem.

Conforme você leu aqui no BRP, o presidente da República defendeu ontem o fim do confinamento social e o retorno de estudantes às escolas. Também voltou a se referir à covid-19 como uma “gripezinha”. Nesta manhã, na frente do Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse que vai conversar com o ministro Luiz Henrique Mandetta para que o Ministério da Saúde passe a recomendar o “isolamento vertical”, de idosos e pessoas com uma ou mais “comorbidades”.

Tudo o que sabemos sobre:

Nordestecoronavírusgovernadores