Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Governadores pedem a Bolsonaro criação de renda básica

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Os governadores de 24 Estados brasileiros e do Distrito Federal assinaram uma carta publicada nesta quinta-feira, 26, pedindo que o presidente Jair Bolsonaro aplique a lei de renda básica para atender às populações carentes em meio à crise do coronavírus no País. No documento, os governadores afirmam que continuarão adotando medidas “baseadas no que afirma a ciência” e os protocolos da Organização Mundial de Saúde (OMS), contra os quais Bolsonaro se posiciona.

Conferência dos governadores na quarta-feira

O governador do Ceará, Camilo Santana, durante a conferência dos dirigentes estaduais na quarta-feira Foto: Ascom Casa Civil/Governo CE

“A nossa decisão prioritária é a de cuidar da vida das pessoas, não esquecendo a responsabilidade de administrar a economia. Os dois compromissos não são excludentes”, diz o texto. Nesta semana, após fazer pronunciamento criticando governadores que tomaram medidas de isolamento e fechamento de estabelecimentos em seus Estados, Bolsonaro voltou a atacar os dirigentes e protagonizou até um bate-boca com o governador João Doria. 

Entre as medidas solicitadas pelos governadores na carta estão a suspensão do pagamento de dívidas dos Estados com a União e bancos públicos, aumento de prazos e carências no BNDES para empresas, liberação de recursos aos Estados, aprovação imediata do Plano Mansueto, mudança no Regime de Recuperação Fiscal e o apoio para aquisição de equipamentos e insumos de saúde. 

Por fim, os governadores pedem a resolução imediata de “impasses políticos e jurídicos que travam a liberação de recursos decorrentes das compensações pelas perdas com a Lei Kandir, além do pagamento de valores em atraso por parte da União.”