Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Governo anuncia lockdown no Recife

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Com 13.768 casos confirmados de covid-19, 1.087 mortes e colapso na rede estadual de saúde em razão do novo coronavírus no Estado, o governo de Pernambuco anunciou nesta segunda, 11, “período de restrição intensa” nas cinco cidades mais afetadas pela doença no período de 16 a 31 de maio: Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e São Lourenço da Mata. A medida inclui uso obrigatório de máscara, rodízio de veículos e maior fiscalização de estabelecimentos comerciais, além de restrições de deslocamento populacional a ser liberado somente para atividades essenciais.

Os Estados e municípios que adotaram o lockdown, ou seja, fechamento total de uma cidade por ordem da Justiça ou do governante, é Maranhão, em São Luís; Pará, em Belém e mais nove cidades; Ceará, com “isolamento rígido”, em Fortaleza; e Rio de Janeiro, com Niterói sendo a primeira cidade do Sudeste a decretá-lo, e a capital fluminense, a adotar a medida a partir de terça, 12.

Oficialmente, a gestão do governador Paulo Câmara se refere ao lockdown como “período de restrição intensa”. Entre hoje e sexta-seira, 15, as medidas serão “de caráter educativo”, sem previsão de punição. As medidas começam efetivamente no sábado, 16, e vão até o dia 31, segundo o Estado. Na semana passada, o Ministério Público Estadual (MPE-PE) chegou a solicitar o decreto de lockdown à Justiça, mas o pedido foi negado. Antes, o governo de Pernambuco também solicitou auxílio ao Comando Militar do Nordeste e ao Ministério da Saúde para endurecer o isolamento.