Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Governo de SP fala em antecipar vacinação para 15 de janeiro

Alexandra Martins

Exclusivo para assinantes

O governo paulista anunciou duas mudanças nesta quinta, 17, relacionadas à vacinação contra o novo coronavírus. A primeira é uma possível antecipação do calendário da imunização do dia 25 para o dia 15 de janeiro. A segunda é que o governo deve fazer pedido para uso emergencial da vacina Coronavac na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no dia 23 de dezembro, sendo que antes o anunciado era pedir o registro definitivo da vacina, não para uso emergencial.

Na segunda, 14, já havia anunciado o adiamento da divulgação do resultado de eficácia da Coronavac, argumentando que esse adiamento seria feito para solicitar o registro definitivo da vacina, o que facilitaria a aprovação do imunizante.

“Declaramos que iríamos fazer o pedido de registro, vamos fazer o pedido de registro na China e no Brasil. Vamos também dar entrada no pedido de uso emergencial no Brasil. Se fizermos isso na semana que vem, como está programado, no dia 23, isso significa que na primeira semana de janeiro poderemos ter uma manifestação da Anvisa. Ou seja, a partir de janeiro, é possível que tenhamos autorização para uso da vacina. A partir do dia 15, portanto, teremos, nesse cronograma, 9 milhões de doses para serem usadas nos brasileiros”, disse Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan em coletiva nesta tarde.

O governo paulista aguarda até esta sexta-feira, 18, um pedido do Ministério da Saúde para a compra da Coronavac e inclusão do imunizante no plano nacional de vacinação, apesar de que mantém a previsão de sair na frente nesse calendário enquanto o governo federal fala, supostamente, em iniciar a vacinação em fevereiro.