Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Governo de SP vai cobrar multa de empresa que não entregou respiradores

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta quarta-feira, 17, que a Procuradoria-Geral do Estado vai acionar a empresa Hichens Harrison para que seja ressarcido o valor pago pelos 1.280 respiradores, além de cobrar multa contratual e inabilitar a empresa fornecedora. Ontem, o governo anunciou o cancelamento do contrato após só 30% dos equipamentos serem entregues.

Apenas 30% dos respiradores foram entregues

Apenas 30% dos respiradores foram entregues Foto: Wilton Júnior/Estadão

“A PGE irá acionar a empresa para ressarcir o Governo do Estado do valor pago, além de cobrar multa contratual e inabilitar a empresa fornecedora. Temos o dever de salvar vidas e o tempo é precioso nesse processo”, escreveu Doria no Twitter. A compra de respiradores chineses pelo governo do Estado teria custo total de R$ 550 milhões.

“Não houve entrega total daquilo que estava acordado. Em função disso, está cancelado o contrato. E nós iremos passar agora de uma fase operacional para uma fase jurídica de encerramento deste contrato”, afirmou ontem, durante coletiva de imprensa, o secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann.