Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Governo e eleições por trás da alta do dólar

Equipe BR Político

Um governo federal que “não mostra condições mínimas para arbitrar os conflitos distributivos que se acumulam” e incerteza eleitoral com destaque para candidatos com propostas populistas ou sem condições de manter a mínima estrutura fiscal. Para Celso Ming, esses são os principais fatores que pesaram na disparada do dólar.

Em texto no Estadão, o jornalista analisa que ainda é possível conter altas, mas quando elas são tão radicais, fica difícil decidir o que pode ser considerado excesso de volatilidade.

Tudo o que sabemos sobre:

Economiadólar