Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Governo federal avisa que Witzel não pode fechar o Rio

Gustavo Zucchi

Exclusivo para assinantes

Durou pouco o plano de Wilson Witzel de fechar as fronteiras do Rio de Janeiro com os demais Estados brasileiros. O governo federal já avisou que não há legalidade na medida. Para a Globonews, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, disse que a medida “carece de legalidade”, já que caberia às agências federais de regulação, como a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) a imposição de restrições ao espaço aéreo e ao terrestre dentro do território nacional.

O ministro da Infraestrutura, Tarcisio Gomes de Freitas, em Brasília

O ministro da Infraestrutura, Tarcisio Gomes de Freitas Foto: Adriano Machado/Reuters

O Ministério da Infraestrutura esclarece que o fechamento de equipamentos de transportes por motivos sanitários é competência do Ministério da Saúde/Anvisa que, no momento, não determinou nenhuma ação nesse sentido”, afirmou a pasta em nota emitida para a imprensa.

Do outro lado, Witzel aproveitou para bater nas medidas que estão sendo tomadas pelo Planalto no combate ao coronavírus. Para o governador, o presidente Jair Bolsonaro está “em passo de tartaruga”. “O governo federal precisa fazer a sua parte. Não há diálogo. Não temos diálogo com o governo federal. Não sou só eu, os governadores, para se comunicar (com o governo federal), precisam enviar uma carta”, afirmou para a TV Globo.