Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Governo gasta R$ 40 milhões em campanha publicitária

Equipe BR Político

Em meio a um aperto fiscal no orçamento de diversos ministérios, a campanha publicitária do governo federal “Brazil by Brasil” custará R$ 40 milhões. Quatro peças publicitárias serão lançadas pelo governo no sábado, 21, às vésperas do discurso do presidente Jair Bolsonaro na Assembleia-Geral da ONU. Como você viu aqui no BRP, esse é um esforço publicitário do Planalto para tentar melhorar a imagem no exterior após a crise internacional gerada pelas queimadas na Amazônia. Na visão do governo, as críticas de outros países também são motivadas por interesses econômicos, devido ao acordo comercial entre UE  e Mercosul. “O Brasil é uma potência mundial e ninguém vai atacar a nossa soberania com campanhas de ‘fake news’”, diz o secretário especial de Comunicação Social da Presidência, Fabio Wajngarten.

Segundo o Valor, a campanha terá inserções em TVs e redes sociais, além de publicidade estática em aeroportos e metrôs de cidades como Berlim, Amsterdã, Oslo, Nova York, Londres e Paris. As quatro peças publicitárias serão veiculadas em inglês, francês, alemão, holandês e norueguês. Também serão feitos monitoramentos frequentes de publicações a respeito do Brasil em jornais e redes sociais de outros países.

O esforço publicitário não citará diretamente o presidente. Além da campanha, a pasta da comunicação social do governo também aposta no discurso de Bolsonaro na ONU para melhorar a imagem do País. No entanto, o presidente deve receber críticas e ser alvo de protestos em Nova York, onde ocorrerá a Assembleia-Geral. “Estou preparando um discurso bastante objetivo, diferente de outros presidentes que me antecederam. Vou apanhar da mídia, com certeza”, disse Bolsonaro em sua live na quinta-feira, 19.