Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Governo investirá R$ 10 bi para complementar salários reduzidos na crise

Equipe BR Político

O Ministério da Economia anunciou nesta quinta-feira, 17, um programa que irá pagar uma parcela do seguro-desemprego a trabalhadores que tiverem o salário e jornada de trabalho reduzidos. O investimento do governo será de R$ 10 bilhões e será bancado com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Denominado “anti-desemprego”, o programa servirá para complementar a renda dos trabalhadores que forem atingidos pela medida provisória anunciada pelo governo que permitirá que empregadores reduzam a jornada de trabalho e o salário de seus funcionários em 50% diante das paralisações por conta do surto de coronavírus.

O ministro da Economia, Paulo Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes Foto: Dida Sampaio/Estadão

Segundo a Pasta, receberão o benefício todas as pessoas que recebem até dois salários mínimos (R$ 2.090) e tiverem a jornada e salário reduzidos. A parcela paga será uma antecipação de 25% do valor mensal do seguro-desemprego.