Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Governo lança plano de trabalho remoto permanente para servidores

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O governo federal lançará um programa permanente de teletrabalho para servidores do Executivo após a experiência durante a pandemia. Uma instrução normativa autorizando os órgãos a adotar a jornada remota para funcionários e determinando regras para o acompanhamento de servidores será publicada nesta sexta-feira, 31. 

Segundo a proposta, caberá a cada ministro definir como será o programa em sua pasta. A adoção por cada órgão será opcional e não será válida para atividades que exijam presença física, como atendimento à população. As novas regras entram em vigor no dia 1º de setembro. Caberá ao servidor que optar pelo teletrabalho bancar despesas com internet, energia elétrica, telefone e outras e não serão computadas horas extras ou banco de horas.

Segundo o secretário especial adjunto da Secretaria de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Gleisson Rubin, a experiência durante a pandemia foi determinante para a adoção do home office permanente. Segundo o secretário, a experiência dos últimos quatro meses foi positiva. “Temos hoje dois terços dos servidores trabalhando em casa. Esses últimos quatro meses serviram de laboratório e tiramos conclusões bastante positivas, em particular a percepção dos gestores de que a produtividade aumentou”, disse.

De acordo com dados do Ministério da Economia, o período entre abril e junho resultou em uma economia com despesas em diárias e passagens de R$ 270 milhões. Também foram reduzidas em R$ 93 milhões as despesas com adicional de insalubridade, adicional noturno e auxílio transporte. Gastos com deslocamento terrestre foram reduzidos em R$ 743,5 mil.

Tudo o que sabemos sobre:

governotrabalho remotoservidores