Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Governo pode cortar ministérios

Vera Magalhães

Está em andamento no Ministério da Economia, sob comando da Secretaria de Desburocratização e supervisão da Casa Civil, um projeto que funde ministérios e secretarias do Palácio do Planalto para reduzir a estrutura do governo federal, informa o jornal O Globo. No início do governo, Jair Bolsonaro havia prometido reduzir o número de ministérios para 15, mas ficou com 22. Nessa nova tentativa, que seria implementada até o fim do ano, 6 das atuais pastas virariam apenas 3.

Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Governo de Jair Bolsonaro considera fusão de pastas

Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Foto: Fred Schinke/Flickr

O Ministério do Meio Ambiente anexaria o do Turismo, as pastas de Cidadania e Desenvolvimento Social e da Família e Direitos Humanos virariam uma só, e o Desenvolvimento Regional seria fundido com a Infra-Estrutura. No Planalto, haveria a fusão de secretarias como a Geral e a da Presidência.

As mudanças seriam feitas por outra medida provisória, além daquela aprovada com alterações no início do ano que fixou a atual estrutura. Resta saber como deputados e senadores reagirão à nova fusão de áreas, uma vez que existe uma queixa no parlamento quanto ao “gigantismo” de algumas pastas como a de Osmar Terra (Cidadania), que, justamente por isso, teriam perdido capacidade gerencial “na ponta”, ou seja, nas bases dos parlamentares.