Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Governo seria simpático a um Imposto sobre Valor Agregado duplo

Equipe BR Político

O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, deu alguns detalhes de como será a proposta de reforma tributária que será enviada ao Congresso após a aprovação da reforma da Previdência. Segundo Rodrigues, a proposta tem como pilares a unificação de impostos federais, contribuição sobre pagamento e reformatação do imposto de renda.

Em evento promovido pela FGV, ele também avisou que o governo é “simpático’ um Imposto sobre Valor Agregado (IVA) duplo, um federal e um estadual.  “No todo, a reforma tributária não está fechada, até porque queremos ouvir os secretários e o Congresso Nacional”, disse. Já existe uma reforma tributária tramitando no Congresso, do deputado Baleia Rossi. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, planeja apensar a proposta do governo com a que já passou pela CCJ.