Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Governo sob risco de ‘apagão’ em várias áreas

Vera Magalhães

O contingencimento recorde do Orçamento federal colocou o governo sob alerta de paralisia em programas e ministérios a partir dos próximos meses, informa a Folha nesta sexta-feira. Neste ano as despesas não obrigatórias atingiram o patamar mínimo histórico. O Orçamento deste ano previa R$ 129 bilhões para essas despesas discricionárias, mas com os bloqueios de R$ 33 bilhões o valor disponível caiu para R$ 97 bilhões.

Alguns efeitos são sentidos desde o início do ano e se intensificam agora. O CNPq anunciou a suspensão de 4,5 mil bolsas de iniciação científica, mestrado e doutorado. No MEC, foi atingida a compra de livros didáticos, além do orçamento das universidades federais. Para tentar conter o quadro, o governo quer suspender novos concursos, limitar reajustes de servidores e estuda fazer com que não haja reajuste real do salário mínimo a partir de 2020 –medida politicamente desgastante, que dificilmente Jair Bolsonaro vai topar.

 

Tudo o que sabemos sobre:

OrçamentoGoverno federalcontingenciamento