Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Governo tenta saída para regra de ouro

Equipe BR Político

O governo tenta negociar uma saída para o impasse que se criou no Congresso para a liberação de um crédito suplementar que o livre de infringir a chamada regra de ouro e permita manter o pagamento de despesas como aposentadorias e benefícios sociais.

O relator do pedido de crédito, Hildo Rocha (MDB-MA), resiste a aprovar um endividamento de mais R$ 248,9 bilhões para a União. O governo precisa de autorização expressa para conseguir esse crédito por meio de emissão de títulos da dívida, porque a Lei de Responsabilidade Fiscal proíbe, pela regra de ouro, endividamento para pagar despesa corrente. O deputado resiste a dar seu parecer antes que o governo passe informações sobre a real situação das contas, pois imagina que o rombo pode ser menor que o estimado, mostra o Estadão em reportagem sobre o dilema.