Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Greenpeace pressiona Áustria contra acordo com Mercosul

Equipe BR Político

No momento em que a política ambiental do Brasil opera na baixa, com impacto internacional pelas queimadas na região amazônica, o Greenpeace atua para evitar que o acordo entre o Mercosul e a União Europeia siga adiante. A ONG ambiental enviou carta a todos os parlamentares austríacos para que o país europeu, que terá eleições antecipadas em setembro após um escândalo de corrupção pôr fim ao mandato do governo de extrema-direita, não assine o acordo, informa o blog de Jamil Chade, no UOL. “A entrada em vigor do acordo exige a unanimidade de todos os Estados-Membros no Conselho da UE (…) O “não” da Áustria impediria, portanto, o pacto comercial prejudicial ao clima”, afirma o texto.

O presidente da ONG declara à publicação que o acordo é “um bom negócio para as empresas agrícolas do Sul, que obtêm enormes lucros com as monoculturas, o cultivo de milho e soja geneticamente modificados, a exportação de rações baratas e rebanhos cada vez maiores de gado à custa da floresta tropical. Para estes produtos questionáveis, o acordo de comércio livre deveria abrir o mercado europeu e, consequentemente, o mercado austríaco”, que possui setores subsidiados e temerosos de concorrência.

Assine o BR Político para ter acesso a produtos e informações exclusivos. Clique neste link para se tornar um assinante.

Tudo o que sabemos sobre:

MercosulUnião EuropeiaONG