Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Grupo tenta pôr fim a CPI da Lava Toga

Equipe BR Político

Há no Senado uma forte movimentação de governistas para barrar a instalação da CPI da Lava Toga. Eles conversaram com os parlamentares que subscreveram o requerimento com o objetivo de retirar cinco assinaturas. Dos 29 nomes, dois são de senadoras do PSL, alvo preferencial do grupo. Para frear as investigações, é necessário que apenas três senadores abandonem o barco.

A estratégia de convencimento usada até aqui, segundo relatos, tem sido dizer que a CPI pode travar o País e a reforma da Previdência. A retirada de nomes o pouparia o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), do desgaste de negar a instalação do colegiado, informou a Coluna do Estadão.

Tudo o que sabemos sobre:

senadoCPIlava-toga