Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Guedes deixa reforma para Estados e municípios nas mãos do Congresso

Gustavo Zucchi

Exclusivo para assinantes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, deixou nas mãos do Congresso possíveis mudanças tributárias para Estados e municípios. Ao entregar a proposta de reforma do governo, Guedes disse que não adentrará na competência de outras unidades da Federação. “Não posso invadir território de prefeitos e governadores falando de ISS e ICMS”, disse.

A proposta que Guedes entregou ao Congresso prevê a união de dois impostos federais, o Pis e o Cofins na chamada Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS). A alíquota prevista é de 12%  sobre o valor da receita bruta auferida em cada operação, descontando os impostos estaduais e municipais, como ICMS e ISS.