Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Guedes disposto a ‘negociar’ pacote

Equipe BR Político

Após receber críticas de parlamentares, o ministro Paulo Guedes afirmou nesta tarde quarta, 6, que está disposto a negociar o pacote de reformas econômica apresentado ontem ao Congresso. “Ministro que disser que determinado ponto é inegociável não está preparado para democracia. Seria arrogância tola falar que há ponto inegociável”, disse ele em café da manhã com cerca de 40 senadores, em Brasília. O ministro aposta que não haverá tantas mudanças nas três PECs porque os parlamentares ajudaram na confecção de todo o material, em que pesem surpresas, como a da extinção de municípios.

“A proposta da Previdência teve cortes compreensíveis na  democracia. Dessa vez, nos entendemos (com o Legislativo) antes, fizemos uma proposta em conjunto”, acrescentou.

Uma das propostas transfere R$ 400 bilhões em recursos de exploração de petróleo e dá mais autonomia financeira para Estados e municípios. Outra cria mecanismos emergenciais de controle de despesas públicas para União, Estados e municípios e abre R$ 50 bilhões no Orçamento em uma década. Um terceiro texto extingue a maior parte dos 281 fundos públicos e permite o uso de R$ 220 bilhões de recursos para abatimento da dívida pública.

Tudo o que sabemos sobre:

Paulo GuedesEconomiapacote